Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Compromissos

por Skadi, em 17.05.17

Admito que sou terrivel com compromissos deste tipo. Não sou capaz de manter um diário sequer, e aqui ainda há o fator da inspiração. Mas enquanto procuro inspiração, está aqui uma lista de coisas para os leitores fazerem enquanto esperam pelo meu próximo post:

  • equilibrar uma cadeira num só pé (estar sentado nela é opcional)
  • aprender uma língua nova
  • assaltar um banco (pontos bónus se o banco tiver dinheiro, com o estado deste país nunca se sabe)
  • dançar ao som de Lady Gaga, no meio da rua
  • tornar-se um mestre de artes marciais
  • ter uma crise existencial

Espero que se divirtam a completar a lista, e não se esqueçam que tudo isto é inútil. Quando o sol explodir vai levar todos os vestígios de todas as civilizações com ele, e tudo o que nós alguma vez fizémos vai ser para nada. Então porquê? Para quê dar-nos ao trabalho. No fim vamos todos morrer e ser esquecidos. (crise existencial: check)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29

Porquê Skadi?

por Skadi, em 26.03.17

   Escolhi este nome porque o acho bonito. Desde a primeira vez que o ouvi que fiquei encantada, tanto pelo nome como pela deusa a que ele pertence. Skadi é uma deusa nórdica, e segundo a wikipédia, poderá ter/ser a origem do nome Escandinávia (E-sca-n-di-návia). Esta deusa também deu o nome a uma das luas de saturno, Skathi (ou Saturno XXVII)

   Skadi era uma "jötunn" ou gigante, e vivia nas montanhas. O seu pai era Thjazi, e foi morto por Odin. Uns dias depois da morte do seu pai, Skadi foi a Asgard vingar-se, mas aí Loki acalmou-a, fazendo-a rir. Sim porque se o meu pai fosse assassinado e eu estivesse zangada, a melhor maneira para eu me esquecer era o assassino contar-me uma piada. Odin propôs-lhe, em compensação pela morte do seu pai, transformá-la numa deusa, e ela aceitou. Ela teria que escolher um deus para se casar. Mas é claro que, sendo isto mitologia, teria que haver alguma coisa estranha, e ela foi obrigada a escolher o marido olhando só para os pés dos pretendentes. Acabou por escolher Njord, o deus associado ao mar e à pesca, já que os seus pés estavam limpos. O casamento entre os dois não durou, pois eram demasiado diferentes. Ele, Verão, e ela Inverno (literalmente). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:04


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D